3001/3002 - Atentos

O que é assoreamento?

Vamos entender melhor

As matas que margeiam os rios são chamadas de Matas Ciliares, pois tem como objetivo proteger os rios. Com a retirada da mata o solo fica exposto às chuvas que batem diretamente no solo, levando materiais (cascalhos, seixo, areia e outros) para o fundo do rio levando por um determinado tempo a morte. Daí a razão de se proteger as chamadas Matas Ciliares
A vegetação protege do impacto direto das águas das chuvas direto no solo. Parte é absorvida pela própria vegetação e outra parte infiltra-se no solo atingindo os lençóis freáticos e mantendo os rios sempre caudalosos.

SOLOS
Temos vários tipos de solos. No Brasil temo as terras roxas, área que no passado sofreu um derramamento vulcânico, originando um solo rico onde inicialmente os cafezais adaptaram-se muito bem e no litoral do Nordeste tempo o solo denominado de massapê que é um solo de cor bem escura, quase preta. O massapé tem em sua composição uma elevada presença de argila. Ele se forma através da decomposição do granito. Nela a cultura da cana-de-açúcar desenvolveu-se muito bem.

Loess ou loesse que vem do alemão e que dizer solto, é um sedimento de grande fertilidade e de coloração amarela. É formado por sedimentos depositados pelo vento, ou seja, de origem eólica. Encontrado em parte da Europa (França e Países Baixos) e principalmente na China, onde se encontra o Rio Amarelo, importante rio na cultura do arroz chinês.

- O Cerrado no passado não era muito apropriado à agricultura. Através de pesquisas conseguiram corrigir a acidez do solo acrescentando cal (sistema de calagem).
Esse bioma sofreu bastante com o avanço da agricultura e a pecuária. A mata nativa até então composta de plantas de aparência seca com arbustos esparsos e gramíneas e um tipo mais denso de vegetação, de formação florestal, acabou dando lugar as pastagens e a campos agrícolas.

Caatinga é outro bioma que sofre com a retirada da mata nativa muitas vezes para a produção de carvão vegetal como fonte energia, iniciando assim um processo de desertificação.
  

Abalos Sísmicos
Os abalos sísmicos ou terremoto como é chamado popularmente são tremores da superfície terrestre produzido por forças naturais situadas no interior da crosta terrestre e a profundidades variáveis.

Esses abalos são causados pelo choque de placas rochosas situadas a profundidades que vão desde 50 até 900 km abaixo do solo.

Outros fatores considerados são deslocamentos de gases como o metano e as atividades vulcânicas.

Em sua maioria, as zonas de intensa atividade sísmicas e os vulcões localizam-se nas bordas das placas tectônicas.

A parte sólida no qual o homem vive é denominada de litosfera (sólida) e a parte com material em estado de fusão é denominada magma, uma lama incandescente.
O território brasileiro está situado no meio da placa tectônica (intraplaca) denomina de Placa Sul-americana daí de serem raros os abalos sísmicos no Brasil. Quando ocorrem são de baixa magnitude.

Tsunami ou Maremoto é uma série de ondas de água causada pelo deslocamento de um grande volume de um corpo de água, como um oceano ou um grande lago. Tsunamis é uma ocorrência frequente no Oceano Pacífico.

As cadeias de Montanhas (dobramentos modernos) ocorreram na Era Cenozoica do período Terciário. Himalaia, Andes, Rochosas e os Alpes são cadeias de montanhas originadas pelo encontro de placas tectônicas. Esse movimento é conhecido como Orogênese.
     
A estrutura geológica:
é extremamente importante na formação dos recursos minerais, além de estabelecer uma grande influência na consolidação dos relevos e automaticamente do solo.

Vamos aos tipos de rochas

Rochas Ígneas ou Magmáticas: são rochas formadas a partir do esfriamento e solidificação de elementos endógenos (internos), no caso, o magma pastoso. Exemplos de rochas magmáticas: granito, basalto, diorito e andesito.

Rochas Sedimentares: são rochas que se formam a partir do acúmulo de resíduos de outros tipos de rochas. Exemplos de rochas sedimentares: arenito, argila, sal-gema e calcário.

Rochas  Metamórficas:  esses tipos de rochas tem sua origem na transformação de outras rochas, em virtude da pressão e da temperatura. Exemplos de rochas metamórficas: gnaisse (formada a partir do granito), ardósia (originada da argila) e mármore (formação calcária).

Os minerais metálicos ocorrem em áreas de escudos cristalino ou maciços antigos. No Brasil, em Minas Gerais temos a presença de jazidas de minerais metálicos e também na Serra dos Carajás, Pará. Nessas regiões temos a atuação da Vale que foi privatizada no governo Fernando Henrique. É considerada uma das maiores minerados do mundo, que explora principalmente o minério de ferro.

Nas bacias sedimentares encontramos petróleo, carvão mineral e gás natural.  As jazidas de carvão mineral ocorreram no período permocarbonífero da Era Paleozoica.

Biomas Brasileiros   

Definição de bioma - conjunto de ecossistemas que funcionam de forma estável. Um bioma é caracterizado por um tipo principal de vegetação (num mesmo bioma podem existir diversos tipos de vegetação).
Os seres vivos de um bioma vivem de forma adaptada as condições da natureza (vegetação, chuva, umidade, calor, etc.) existentes.
Os biomas brasileiros caracterizam-se, no geral, por uma grande diversidade de animais e vegetais (biodiversidade). 
Os biomas brasileiros como a Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampas e Pantanal tem uma configuração semelhante ou muito próximo às áreas correspondentes a domínio morfoclimáticos.

Massas de Ar

O Brasil possui cinco massas de ar:
mPa – Massa Polar Atlântica
mTc – Massa Tropical Continental
mTa – Massa Tropical Atlântica
mEc – Massa Equatorial Continental
mEa – Massa Equatorial Atlântica

Na região sudeste quando temos queda de temperatura, certamente estamos tendo a chegada de uma frente fria em razão da mPa, provocando chuvas classificada como frontal.
- parte da região centro-oeste, sudeste e nordeste tem um clima denominado de tropical semiúmido, já em parte do sudeste temos o tropical de altitude e na parte do sul do país temos o clima subtropical.

Existem três principais tipos de chuvas, que estão relacionados com fatores que a originaram. As chuvas podem ser orográficas, ciclônicas ou frontais e convectivas.

Chuva orográfica ou de relevo é originada quando uma massa de ar úmido que se desloca, encontra uma barreira (paredão rochoso - serra, montanha, etc.), e é forçada a elevar-se, ocorrendo queda de temperatura seguida da condensação do vapor d’água e formação de nuvens.  

Chuvas ciclônicas ou Frontais ocorrem pelo encontro de massas de ar de características distintas (ar quente + ar frio).

Chuvas convectivas são chuvas causadas pelo movimento de massas de ar mais quentes que sobem e condensam. As chuvas convectivas ocorrem principalmente devido à diferença de temperatura nas camadas próximas da atmosfera terrestre.
Obs. No Nordeste temos a escassez de água que é atribuída a características geoambientais específicas dessa região. Também afirmamos que em parte se deve as falhas na gestão dos recursos hídricos por parte de políticos sujos, crápulas que infelizmente não visam à população local.

Hidrografia
A Bacia Amazônica é a de maior potencial hidrelétrico, porém, não é bastante aproveitada. Temos a usina hidrelétrica de Balbina que foi um fiasco (Amazonas). Não foi feito um estudo prévio para a instalação da usina e acabou provocando um grande impacto ambiental na região além de ter que parar de funcionar quando suas turbinas sofrem com a presença de troncos, galhos que se agarram a elas.
A Bacia Amazônica é a bacia brasileira de maior possibilidade de navegação.
A Bacia Platina é formada por três bacias:
Bacia do Paraná – de grande potencial energético e nela até tínhamos a maior usina hidrelétrica do mundo que é Itaipu, uma usina construída com o Paraguai.




quinta-feira, 24 de abril de 2014
Posted by Francisco Geo
Confira os serviços bancários que não podem ser cobrados

Leia o texto abaixo sobre Setor Terciário

  • O chamado setor terciário da economia corresponde ao comércio e aos serviços, como transporte, educação, saúde, comunicação e sistema financeiro. É o setor que emprega mais mão-de-obra no mundo inteiro.

  • Com a informatização e o desenvolvimento de novas tecnologias, esse é o setor que tem apresentado crescimento mais acentuado nos últimos anos. Boa parte da mão-de-obra expulsa do setor secundário, como conseqüência da mecanização da indústria, migra para o setor terciário.

  • É nesse setor que melhor se podem observar os efeitos da revolução técnico-científica na qualificação da mão de obra. O domínio do conhecimento passou a ser essencial numa era em grenagem e, em vez de tarefas mecânicas, pode exercer um trabalho mais criativo. O grande desafio dos novos tempos é justamente democratizar o acesso ao conhecimento, de modo a reduzir a massa de indivíduos que dele permanecem excluídos.
Fonte:
O espaço geográfico/ Igor Moreira/ Editora Ática


1 - Caracterize o Setor Terciário.
2 - A Revolução Industrial contribui para o Setor Terciário. Justifique a afirmativa.
3 - Cite no mínimo duas características do comércio mundial.
4 - Apresente algumas  consequências do crescimento do setor terciário nos dias atuais.
5 – No que diz respeito ao mercado mundial de serviços, o Brasil não aparece na lista dos 20 maiores participantes deste mercado. Explique.

6 – Elabore um pequeno texto explicativo de no mínimo de dez linhas sobre o Terceiro Setor.



7– Estabeleça um paralelo do setor terciário em países desenvolvidos e subdesenvolvidos.
segunda-feira, 2 de dezembro de 2013
Posted by Francisco Geo

Tigres Asiáticos

  • Na década de 1970, quatro países da Ásia (Cingapura, Hong Kong, Coreia do Sul e Taiwan) apresentaram um acelerado processo de industrialização. 


  • Em razão da agressividade administrativa e da localização dos países, eles ficaram conhecidos mundialmente como Tigres Asiáticos. 
  •  O modelo industrial desses países é caracterizado como IOE (Industrialização Orientada para a Exportação), ou seja, as indústrias transnacionais que se estabeleceram nesses países e as empresas locais implantaram um parque industrial destinado principalmente para o mercado exterior.
  •  Cingapura, Hong Kong, Coreia do Sul e Taiwan utilizaram métodos diferentes para o desenvolvimento econômico, no entanto, essas nações apresentaram aspectos comuns, como forte apoio do governo, proporcionando infraestrutura necessária (transporte, comunicações e energia), financiamento das instalações industriais e altos investimentos em educação e qualificação profissional.
  • Além disso, esses países (exceto Coreia do Sul) adotaram uma política de incentivos para atrair as indústrias transnacionais. Foram criadas Zonas de Processamento de Exportações (ZPE), com doações de terrenos e isenção de impostos pelo Estado.  
  • Diferentemente dos outros Tigres Asiáticos, a Coreia do Sul demonstrou resistência a instalações de empresas transnacionais em seu território. O desenvolvimento industrial do país baseou-se nos chaebols, que se caracteriza por redes de empresas com fortes laços familiares. Quatro grandes chaebols controlam a economia coreana e têm forte atuação no mercado internacional: Hyunday, Daewoo, Samsung e Lucky Gold Star. Somente na década de 1980 começaram a entrar transnacionais na Coreia do Sul, entretanto estas são associadas a empresas coreanas.
  • O início da transformação radical dessas economias ocorreu, a partir da instalação de filiais de indústrias norte-americanas e, principalmente, japonesas, que tiveram vantagens na nova localização. 
  • A adoção de valores japoneses, como a obediência, a disciplina, o trabalho e a cultura, possibilitou maior dedicação dos trabalhadores às suas atividades.
  •  A mão-de-obra barata, abundante, qualificada e disciplinada, se comparada com a européia e a norte-americana, tornou a produção mais barata e competitiva no mercado internacional.
  • O Estado encarregou-se de promover e garantir as condições para a instalação de indústrias, subsidiando as exportações, o que dificultou a concorrência de produtos estrangeiros.
  •  Os países conhecidos como Tigres Asiáticos, que se destacam por uma grande pujança econômica, caracterizam-se, basicamente, por serem altamente industrializados, porém muito dependentes de matérias-primas;





Posted by Francisco Geo

Atenção nonos anos - Oceania


Falando um pouco sobre os aspectos econômicos da Oceania.

A balança comercial da Nova Zelândia não se apresenta positiva. O turismo é uma das atividades que de certa forma equilibra suas finanças. A exportação da Nova Zelândia baseia-se na produção de frutas e laticínios. Os neozelandeses praticam a policultura (uvas, kiwi e outros) e a pecuária, principalmente a ovina.

A sua pecuária bovina encontra-se bastante desenvolvida. As condições naturais favoráveis, a escassez de mão-de-obra, explicam a preponderância da pecuária no país. Mais de 90% do leite é obtido através da ordenha mecânica em condições ideais de higiene, levando as cooperativas onde se localizam as indústrias de laticínios.

Os derivados de pecuária são vitais para a economia do país que exporta queijo, leite manteiga e lã.

Sobre a Austrália podemos destacar a sua produção de diamantes (maior produtor), além de titânio e bauxita.

Os fatores naturais como as grandes áreas desérticas e escassa rede hidrográfica influenciam a atividade agrícola australiana.

O setor agrário da Austrália desempenha um importante papel para a economia do país. Uma das atividades agropecuárias de maior destaque neste país está ligada a criação de ovinos e, por essa razão, o país é o maior produtor de lã do mundo. A agricultura australiana é bastante modernizada, concentrada especialmente no sudeste do país. Os principais produtos agrícolas da Austrália são cereais, cana-de-açúcar e frutas. 

A Austrália assim como a Nova Zelândia integram o bloco econômico denominado Apec (Cooperação Econômica Ásia-Pacífico), criado em 1989. Os países que mais mantêm relações comerciais com o continente australiano são: Japão, Coréia do Sul e Estados Unidos. Após a inserção da Austrália na Apec, o mesmo passou a investir capitais em países que integram os chamados Tigres Asiáticos, entre outras nacionalidades asiáticas com potencial econômico. 

corrida do ouro começou na Austrália no início da década de 1850.

Sobre o clima da Oceania, podemos afirmar que a altitude são dois fatores que influenciam consideravelmente a distribuição das espécies vegetais sobre a superfície terrestre. As florestas pluviais são típicas de ambientes quentes e úmidos, geralmente sem expressivas variações de umidade; os solos nesses ambientes são repletos de húmus.

Nos ambientes tropicais, a existência  dos solos muito “lavados” é a principal condição para a sua pobreza em nutrientes. Mesmo com tudo isso, essas áreas são ótimas para o desenvolvimento das florestas latifoliadas (exuberantes).

Antártica

Sobre esse continente afirmamos que é o continente mais gelado, pois localiza-se ao sul do globo terrestre e recebe pouca energia solar.
Vários países realizam através das suas bases, diversas pesquisas. Os Estados Unidos é o país com o maior número de bases científicas.

Globalização

O porquê do interesse das transnacionais em relação aos países subdesenvolvidos:
Ø  novos mercados consumidores;
Ø  mão de obra barata;
Ø  matérias-primas abundante;
Ø  energia abundante.

 Bom estudo!


  



   

   
terça-feira, 26 de novembro de 2013
Posted by Francisco Geo

Segundo Ano - Sagrado



O que é uma região aduaneira?
O que é união econômica? O que é união alfandegária?
O que é protecionismo?
Como encontra-se o comércio atual?
O que é o Terceiro Setor?
Exemplos de Terceiro Setor.
O que levou o Terceiro Setor a crescer?
Características do Terceiro Setor.
Os setores da economia: Primário / Secundário / Terciário
A política de transporte do Brasil.
Transporte que o governo de Juscelino deu destaque. 
Qual o tipo de transporte que o Brasil prioriza.
Evolução do comércio brasileiro. 
Período colonial e abertura dos portos as nações unidas.
Período de crise econômica. O Brasil vive a crise. Crise energética.
DIT e a NDIT
Organização mundial do comércio.
domingo, 24 de novembro de 2013
Posted by Francisco Geo

A divisão do território brasileiro em 3 grandes complexos regionais:



A divisão do território brasileiro em 3 grandes complexos regionais: 

• Amazônia
• Nordeste
• Centro-Sul 

Essa divisão tem a vantagem de caracterizar a especialidade do processo socioeconômico, considerando a gênese histórica de cada complexo.

- Constituem elemento central para a proposta de divisão regional do Brasil nos complexos regionais - Amazônia, Nordeste e Centro-Sul:

• as distintas especializações produtivas, ou seja, diferenças naquilo que é produzido e no modo como a produção se realiza.

• os distintos modos e intensidade como se verifica na circulação, no consumo e na gestão das atividades.

• as distintas organizações espaciais, isto é, diferentes formas materiais, criadas pelo trabalho social, em seu arranjo espacial.

• os distintos níveis de articulação interna, inter-regional e internacional.


  •  A orientação da atual organização do espaço brasileiro se formou com a industrialização e com a divisão territorial do trabalho, segundo um esquema centro-periferia. O centro econômico do País, urbanizado e integrado, exerce influência marcante sobre as áreas periféricas, orientando fluxos de recebimento de matéria-prima e de alimentos, e de fluxos de expansão de capitais.As diversas periferias identificadas na organização do espaço brasileiro possuem considerável integração entre si, gerando fluxos intra-regionais maiores que aqueles entre as periferias e o centro econômico do País.


• O critério adotado, na divisão regional descrita no mapa, tem por referência as características socioeconômicas, relativas à população e às atividades produtivas. Observe o mapa abaixo::


• O mapa acima apresenta a proposta de regionalização do Brasil baseada em três grandes complexos regionais ou regiões geoeconômicas.Utiliza critérios abrangentes como o processo de formação histórico e econômico do Brasil, associado à modernização brasileira, através de suas atividades produtivas. Engloba uma porção do norte de Minas Gerais no complexo nordestino, tendo em vista suas características semiáridas e o seu baixo dinamismo econômico regional.

• Para garantir a soberania nacional e estimular o povoamento e a economia da Amazônia o governo federal criou a SUDAM.´
- O recém-inaugurado Sistema de Vigilância da Amazônia - SIVAM atende a interesses tanto do Brasil, isoladamente, quanto do mundo globalizado, em que o País se insere. Esses interesses são nacionais, porque:
• será possível ao Brasil exercer, em caráter permanente, o controle - aéreo e terrestre - sobre mais da metade do território nacional.
• globalizados, porque parte da região coberta pelo sistema abriga bases de redes de tráfico ilegal, que, hoje, comprometem a segurança do mundo.
• nacionais, porque revela o desenvolvimento tecnológico e científico do País em um setor de ponta, o que aumenta seu prestígio em âmbito mundial.
- Conhecido como Projeto Grande Carajás, este empreendimento implicou na construção de grandes equipamentos de infraestrutura na região Norte, dentre os quais destacam-se a usina hidrelétrica de Tucuruí, o porto de Itaqui no Maranhão e a Estrada de Ferro Carajás.


• Entre as maiores reservas minerais do mundo estão as da Amazônia, onde se encontra a Serra dos Carajás no sudeste do Pará, que se destaca pela produção de ferro, cobre, manganês e ouro.

Obs.:
Para Caio Prado Jr., a formação brasileira se completaria no momento em que fosse superada a nossa herança de inorganicidade social ? o oposto da interligação com objetivos internos ? trazida da colônia. Este momento alto estaria, ou esteve, no futuro. Se passarmos a Sérgio Buarque de Holanda, encontraremos algo análogo. O país será moderno e estará formado quando superar a sua herança portuguesa, rural e autoritária, quando então teríamos um país democrático. Também aqui o ponto de chegada está mais adiante, na dependência das decisões do presente. Celso Furtado, por seu turno, dirá que a nação não se completa enquanto as alavancas do comando, principalmente do econômico, não passarem para dentro do país. Como para os outros dois, a conclusão do processo encontra-se no futuro, que agora parece remoto. (SCHWARZ, R. Os sete fôlegos de um livro. Sequências brasileiras. São Paulo: Cia. das Letras, 1999 (adaptado).
Acerca das expectativas quanto à formação do Brasil, a sentença que sintetiza os pontos de vista apresentados no texto é Brasil, a eterna esperança.


  • . As empresas estabelecidas na Zona Franca utilizam, basicamente, matérias primas regionais e exportam produtos para o Centro-Sul Brasileiro.



  • Os maiores centros industriais da região Nordeste são Fortaleza, Salvador e Recife.



  •  A partir da década de 1970, o Governo Federal passou a intervir, de forma mais decisiva, na Região Centro-Oeste. Programas e planos contemplaram a região, concedendo incentivos e atraindo investidores para numerosos setores da sua economia. A execução de grandes projetos agropecuários com base em incentivos fiscais. A ampliação da fronteira agrícola com a incorporação de novos espaços produtivos. O aumento do rendimento agrícola graças à introdução de técnicas mais eficientes. A ampliação da infra-estrutura viária e a construção de hidrelétricas.
domingo, 17 de novembro de 2013
Posted by Francisco Geo

CHINA


  Apresenta a maior população do planeta que está desigualmente distribuída.
  •  Apresenta uma densidade demográfica alta para um país de dimensão continental.

 - Área de baixa ocupação humana:

  • Tibet
  • Desertos Sin-Kiang e da Mongólia
 - Região leste da China – área de alta densidade demográfica – 2000 habitantes por quilômetro quadrado (bacias fluviais).

- A partir de 1949 o governo promove migrações paras as regiões subpovoadas, para isso foi preciso desenvolver projetos de mineração, agricultura irrigada e hoje a industrialização.

- O governo promove campanhas de limitação de natalidade:

·        1970 - a taxa de natalidade caiu quase que pela metade.
·        1990 - com a crescente industrialização, ocorre a queda na taxa de natalidade.
·        Atualmente o crescimento vegetativo é baixo – é inferior a 1% ao ano.

- Ao analisarmos em números absolutos, veremos um acréscimo de quase dez milhões de pessoas ao contingente populacional o que gera:

·        Elevados gastos com partos (pré-natal) (saúde)
·        Educação
·        Alimentação

Obs.: Em 1970 (lei) – as famílias optam por ter um filho único e do sexo masculino, o que eleva o número de abortos de fetos femininos, o que gera uma proporção desigual.

1 363 084 438
População atual

707 689 211
População masculina atual (51.9%)

655 395 226
População feminina atual (48.1%)


- Queda na taxa de natalidade é acompanhada pela melhoria na qualidade de vida e na elevação da expectativa de vida:

Mulher – 75 anos
Homem – 71 anos
Obs.: Sabemos que Estado promove práticas de controle do crescimento e do modo de vida da população chinesa. Os resultados surgem, porém, é bom observar que tal medida pode resultar num efeito colateral num futuro próximo em razão de tal política. Podemos citar problemas relativos à previdência social e à aposentadoria, pois a pirâmide etária chinesa vem se invertendo.
   
  • A China por muitos anos viveu sob dominação estrangeira.

  • Era dividida entre o Partido Nacionalista e o Partido Comunista Chinês (PCCh).

  • Em 1949, Mão Tse-Tung toma o poder e o país adota a coletivização de terras, dos bancos e das companhias estrangeiras. Estamos vivemos o comunismo.

- Revolução Cultural

  • Período de transformações políticas e sociais que ocorrem na China entre 1966 e 1976.

  • Desencadeada por Mao Tsé-tung, que liderava o país desde 1949, quando chegou ao poder. Insatisfeito com os rumos do sistema que ele mesmo havia implantado, Mao queria que a China fugisse do modelo soviético de comunismo, por considerá-lo falido e onde os burocratas do governo viviam num mundo irreal, com mordomias que o resto da população não tinha.

  • Assim, numa reunião do Comitê Central do Partido Comunista Chinês (PCC), em agosto de 1966, ele lançou formalmente a Revolução Cultural. "Mao tinha quatro objetivos: corrigir o rumo das políticas do PCC; substituir seus sucessores por líderes mais afinados com o que pensava; assegurar uma experiência revolucionária à juventude chinesa; e tornar menos elitistas os sistemas educacional, cultural e de saúde".

- Período de Modernização

 Em 1976, após a morte de Mao, Deng Xiaoping assume o poder. São lançadas as Quatro Grandes Modernizações:
  • indústria, agricultura, ciência e tecnologia e Forças Armadas
  • criadas as Zonas Econômicas Especiais para empresas estrangeiras.
  •  

ECONOMIA - Com mais de 1,3 bilhão de habitantes, a China é a segunda maior economia do mundo. Em 2010 o Produto Interno Bruto (PIB) chinês terminou o ano com um crescimento de 10,3%, totalizando 5,87 trilhões de dólares. Faz parte do BRICS.

Atualmente a China é um dos países que mais cresce no mundo, no contexto econômico, industrial, financeiro, está prestes a se tornar uma potência mundial.

Em recursos minerais, a China ocupa um lugar de destaque no cenário mundial, esse fator é importante para o abastecimento das indústrias e contribui para o crescimento econômico do país.

O principal minério chinês é o carvão mineral, sendo o maior produtor mundial, além de ocupar o ranking de sétimo lugar em produção de petróleo, pois corresponde a 4,6% de todo minério fóssil do mundo. Outros minérios importantes e encontrados com abundância: estanho, ferro e alumínio.

Ao longo da costa leste temos as ZEEs onde as transnacionais podem se instalar. Tem incentivo do Estado. Essas ZEEs absorvem conhecimentos tecnológicos das transnacionais garantindo a China uma reforma industrial. A participação do Estado nessas áreas é moderada,


Fontes: Guia do Estudante
              Brasil Escola



segunda-feira, 28 de outubro de 2013
Posted by Francisco Geo

Quem sou eu

Formado pela Universidade Federal Fluminense (UFF)(Licenciatura), Bacharel em Geografia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Curso de extensão em O&M pela Fundação Getúlio Vargas, Pós-graduado em gestão ambiental pela Ferlagos, Professor da rede estadual do Estado do Rio de Janeiro e da rede particular, professor de curso preparatório militar, cursos pré-vestibular.

Artigos populares

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © Geografia para todos -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -